Menu

Virada Cultural 2017 muda do centro para o Autódromo de Interlagos

09 DEZ 2016
09 de Dezembro de 2016

Para a edição de 2017, a Virada Cultural será transferida do centro da cidade para o Autódromo de Interlagos. O anúncio foi feito pelo prefeito eleito de São Paulo, João Doria (PSDB), no início dessa semana.

 

A Virada continua sendo gratuita, como sempre foi sua proposta, mas a ideia é dar ao evento maior segurança, o que realmente é um ponto de preocupação a cada edição: "Vamos fazer a Virada Cultural acontecer em Interlagos, 24 horas, com segurança, com transporte, com conforto e sem os transtornos que, infelizmente, pela dimensão que ela assumiu, ela proporciona. Ela vai manter tudo de bom que ela sempre teve, sem os aspectos ruins, em Interlagos. Não incomoda a população, não tem adensamento populacional", explicou Doria.

 

A proposta é fazer com que o trem que passa na região - linha 9 Esmeralda da CPTM - e os ônibus funcionem 24 horas. A prefeitura disponibilizará linhas de ônibus saindo do centro da cidade, da Praça da Sé, do Vale do Anhangabaú e do Largo do Arouche.

 

Proposta recebe críticas

 

A proposta de Doria, óbvio, já desagradou algumas pessoas. Criticam a ideia por achar que isso irá descaracterizar o evento, que sempre aconteceu no centro da cidade e que, entre os objetivos, tinha o de exatamente revitalizar o centro. Outra crítica que tem sido feita é que o Autódromo de Interlagos seria 'longe' para parte da população.

 

A maioria da críticas, é preciso dizer, tem um tom ideológico. São críticas prontas a apontar defeitos em qualquer proposta que Doria apresente, o que é uma pena, já que não avaliam se a mudança é boa ou não, de fato.

 

José Mauro Gnaspini, em entrevista à Folha, apontou que a Virada é uma "experiência urbanística" e que essa mudança faria com que ela perdesse essa característica de mostrar as ruas e os bairros para as pessoas. Gnaspini foi produtor de todas as edições do evento.

 

A Virada Cultural teve início em 2005, concebida por José Serra (PSDB), então prefeito da cidade, e seu vice Gilberto Kassab (PFL, atual DEM). A ideia do evento era promover 24 horas ininterruptas de eventos culturais gratuitos concentrados no centro da cidade, mas acontecendo também em outros bairros. A Virada Cultural foi inspirada no festival francês Nuit blanche, que acontece todos os anos em Paris.

 

Voltar
Tenha você também a sua rádio